Avançar para o conteúdo principal

InterGoView { Take 7 } - A Kate e a sua Wandering Life



Chegamos a Março e a Primavera começa a chegar de mansinho... E o que liga melhor com bom tempo, dias mais compridos, sol e céu azul? Ah pois é! Passeios! 

Por isso mesmo, para a entrevista deste mês desafiei a Catarina Leonardo, autora do blog Wandering Life.

Venham daí também e descubram ideias para as vossas férias. Porque férias, são sempre uma boa inspiração, certo?




1 - Olá Catarina. Antes de mais obrigada por teres aceite o desafio da entrevista para o Go.Rita.Go. Gostamos muito de viagens e é um tópico sobre o qual nunca nos cansamos de conversar.Antes de começarmos, podes falar-nos um bocadinho sobre ti: o que te caracteriza?

Olá Rita, obrigada eu pelo interesse em mim e no meu projeto. 

Penso que o que mais me define é a curiosidade. Desde que me lembro que questiono e procuro informação que me responda a todas as dúvidas e divagações que vou tendo. Isto também se aplica às viagens. Gosto de perceber as coisas novas que vou vendo, não chega a fotografia!



2 - Passando para o gene "wanderlust" :) qual foi a primeira viagem que fizeste e quais as melhores memórias que guardas dela? 

A minha primeira viagem de avião, em que fui um pouco para mais longe de Portugal e Espanha, foi a Itália. Comecei logo bem 
Guardo muito boas memórias deste passeio. Fui com o meu pai que é exatamente como eu no que diz respeito à curiosidade, portanto foi uma descoberta muito interessante de toda a riqueza cultural de Roma, Florença, Siena, Veneza...


3 - Quanto viajas, o que mais te desperta interesse? O que tens sempre na tua lista de "must do" quando chegas a um destino novo?

Antes de ir a um local novo faço sempre algo pesquisa antes de partir. Os pontos que quero mesmo explorar já estão identificados. Quando chego estudo o mapa e vejo como posso passar nos pontos que já tinha identificado, no tempo que tenho previsto estar lá. 
O que me interessa conhecer pode variar muito, de acordo com o local que for. Pode ser uma praia, um museu, um mercado, algo que seja a alma da cidade. Algo que tem de existir sempre é tempo para andar nas ruas sem destino, só andar sem pretender chegar a algum lado. Esta é a minha parte preferida de uma viagem. Adoro envolver-me com os habitantes e fazer parte da vida do local onde estou.
Por exemplo, sempre que vou a Marrakesh, que é um sitio onde já fui várias vezes e que gosto muito, lá vou a um ou dois pontos principais, mas o que faço em todo o tempo que lá estou é percorrer as ruas da medina. Sem ir a nenhum sitio de especial.





4 - Quando surgiu o projecto do Wandering Life? Podes contar-nos um bocadinho sobre o conceito e o objectivo? O que podem encontrar no blog quem te começar a seguir?

Quando tive oportunidade de parar um pouco a rotina das 9h-18h e tive tempo para pensar a sério na minha vida profissional e no que gosto de fazer, percebi que havia uma coisa que estava meio “adormecida” e que eu gosto muito de fazer. Escrever. Era um hábito antigo, que foi ficando esquecido, talvez por falta de tempo ou vontade...
As viagens são algo que me define e que fazem parte da minha vida. Ao longo do tempo percebi que gostava de juntar estes dois aspectos e surgiu a escrita de viagens.
Comecei por criar o Viajar pela história e depois passei para algo um pouco mais maduro e sério. Assim surgiu o Wandering Life.


5 - Como todas as pessoas que adoram correr Mundo deves ter, de certeza, alguns destinos na tua lista de desejos - quais são eles e porquê?

Tenho muitos sítios onde gostava de ir! Quero muito ir à Austrália, Nova Zelândia e ilhas do pacífico. Daqui a uns meses irei à Indonésia, já não estarei longe....




#GoRitaGo
#TravelTheWorld
#InterGoView

Comentários

Mensagens populares deste blogue

InterGoView { Take 11} - Sobre a volta ao Mundo com partida em Guimarães

Quem me lê com alguma regularidade já percebeu que eu acredito nas coisas boas da vida e de como, com empenho e determinação, podemos realizar a maior parte das nossas vontades (ou sonhos, como lhes prefiram chamar).
Exemplo disso é a história do Neto e da Lili! Apetece-vos uma historia da volta ao Mundo dos tempos modernos: pois aqui está ela! Porque como disseram eles mesmos:
"É sempre um prazer falar de viagens, em particular da nossa. Era um sonho fazer uma viagem deste género, a nós também nos parecia um sonho difícil de realizar até termos dado os primeiros passos para o concretizar. Só temos esta vida, logo não dá para deixar para depois."

Porto Secret Places & Um duplo piso com sabor à Bretanha

Cada vez me convenço mais que mesmo que a "movida" da Invicta me deslumbre, o que me encanta verdadeiramente ainda são aqueles espaços onde se juntam três factores "de luxo": boa comida, boa bebida e q.b. de sossego.
Talvez por isso tenha ficado tão bem impressionada com o Le Gwenn Ha Du: os crepes são maravilhosos, a cidra é do mais original que se pode querer e consegue-se aquela raridade que é ter uma refeição acompanhada de uma boa conversa - sem multidões, sem salas com mais de 40 pessoas, num ambiente acolhedor e típico.