Avançar para o conteúdo principal

Hit the road Jack! Vamos dar uma voltinha?



Hoje trago-vos um duelo de titãs. 
Estão preparados?

No canto direito, cativante como nunca se viu, e com estilo inconfundível temos: a Vespa.
No canto esquerdo do ring, a espalhar charme desde sempre e cheia de confiança: a Lambretta.

E agora, qual vamos escolher?


- VESPA


Os primeiros 15 modelos da Vespa  foram apresentados em 1946 no Clube de Golfe de Roma. 
Com o cunho da Piaggio, dizem que o nome de deve ao facto de quando Enrico Piaggio a viu, exclamou: Bela, parece uma vespa, em italiano), referindo-se à forma do veículo que com as guias do retrovisor formando duas antenas, se parecia ao próprio insecto.

Atualmente são produzidos 4 modelos distintos:

946

Red representa a paixão que a Marca e que cada proprietário (da Vespa 946 Red) tem em acabar com a SIDA. A Vespa e a (RED)® desenvolveram esta parceria para em conjunto criarem um mundo onde não venha a nascer nenhum bebé com HIV. Seria a primeira geração sem SIDA em mais de 30 anos.

Primavera

A nova Vespa Primavera nasceu assumindo todos os valores que, há quarenta e cinco anos, determinaram o sucesso da primeira versão: pequena, ágil, movida por um motor brilhante. Características que tornaram este modelo lendário, mas também um dos maiores sucessos comerciais da história da Vespa.

Sprint 

O modelo desportivo da Vespa: o selim tem design exclusivo, enriquecido por um revestimento totalmente preto sobre o qual surge um acabamento branco,  na extremidade mantém-se o cómodo gancho porta-bagagens amovível que contribui para aumentar a capacidade de carga da Vespa Sprint. Outra novidade é a pega de apoio do passageiro com forma quadrada, com a capacidade de, em conjunto com a configuração especial do poisa-pés, garantir ao passageiro um amplo espaço, a correta ergonomia e uma postura cómoda e segura. 

GTS Super

A Vespa mais rápida e mais potente jamais produzida na fábrica em Pontedera.

E existem também algumas edições especiais.


- LAMBRETTA 


O nome decorre da localização da fábrica, situada em Lambratte, Milão, que foi completamente destruída durante a segunda guerra mundial.  Na fase da reconstrução Ferdinando Innocenti percebeu que as necessidades básicas do seu país eram duas: desenvolver a produção de equipamento industrial e maquinaria pesada; e promover junto da população um meio de transporte barato e seguro.
E foi assim que em 1947 nasceu a primeira Lambretta.

Em 1973  terminou a produção de todos os modelos Lambretta, e foram muitos os que sentiram saudades desta mítica marca.  Foi já em 2011 a Multimoto decide importar este veículos, tornando-se o representante exclusivo da Lambretta em Portugal

Será entre 2 e 4 de Junho deste ano que decorrerá o 70º aniversário da Lambretta com uma corrida em Veneza.


Para mais informações sobre concessionários e modelos disponíveis em Portugal, podem consultar: lambrettaoriginal


E se vos apetecer dar uma voltinha, saibam que aqui mesmo no Porto podem alugar uma destas "meninas", a bom preço, para um dia inteiro. Recomendo que façam um passeio pela costa, da Ribeira do Porto, para Norte: fiz uma vez até Esposende e foi lindo! São incríveis os cenários que se encontram pelas estradas nacionais e caminhos de paralelo deste Portugal, com campos de milho e pinhais a perder de vista.

Recomendo a NorthRoad que fica ali na Rua de Camões.

Aproveitem que está aí a Primavera, que convida tanto para passeios ao ar livre.

Tudo a aquecer os motores?
Go Go Go!





Comentários

  1. Tenho medo de andar de mota (lambretas incluídas), apesar de já ter andado...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sabes o que era de valor? Alugarmos uma para um dia de Verão: matar saudades e perder o medo com umas voltinhas junto ao Douro. Beijinhos e é bom ter-te de volta!

      Eliminar

Enviar um comentário

Mensagens populares deste blogue

InterGoView { Take 11} - Sobre a volta ao Mundo com partida em Guimarães

Quem me lê com alguma regularidade já percebeu que eu acredito nas coisas boas da vida e de como, com empenho e determinação, podemos realizar a maior parte das nossas vontades (ou sonhos, como lhes prefiram chamar).
Exemplo disso é a história do Neto e da Lili! Apetece-vos uma historia da volta ao Mundo dos tempos modernos: pois aqui está ela! Porque como disseram eles mesmos:
"É sempre um prazer falar de viagens, em particular da nossa. Era um sonho fazer uma viagem deste género, a nós também nos parecia um sonho difícil de realizar até termos dado os primeiros passos para o concretizar. Só temos esta vida, logo não dá para deixar para depois."

Porto Secret Places & Um duplo piso com sabor à Bretanha

Cada vez me convenço mais que mesmo que a "movida" da Invicta me deslumbre, o que me encanta verdadeiramente ainda são aqueles espaços onde se juntam três factores "de luxo": boa comida, boa bebida e q.b. de sossego.
Talvez por isso tenha ficado tão bem impressionada com o Le Gwenn Ha Du: os crepes são maravilhosos, a cidra é do mais original que se pode querer e consegue-se aquela raridade que é ter uma refeição acompanhada de uma boa conversa - sem multidões, sem salas com mais de 40 pessoas, num ambiente acolhedor e típico.

InterGoView { Take 7 } - A Kate e a sua Wandering Life

Chegamos a Março e a Primavera começa a chegar de mansinho... E o que liga melhor com bom tempo, dias mais compridos, sol e céu azul? Ah pois é! Passeios! 
Por isso mesmo, para a entrevista deste mês desafiei a Catarina Leonardo, autora do blog Wandering Life.
Venham daí também e descubram ideias para as vossas férias. Porque férias, são sempre uma boa inspiração, certo?