Avançar para o conteúdo principal

Cinema & Pintura: quando se juntam em talento, temos filmes como estes!



1 - Frida 


- Ano: 2012
- Com: Salma Hayek, Alfred Molina e Antonio Banderas

Filha de pai alemão e mãe espanhola, Magdalena Carmen Frida Kahlo y Calderón, mais conhecida por seu pseudônimo artístico, Frida Kahlo,​ nasceu na pequena vila de Coyoacán, próxima à cidade do México, no dia 06 de julho de 1907.

Com uma vida marcada pela doença (poliomielite), pela tragédia (acidente de autocarro) que a lhe impossibilitaram voltar a caminhar normalmente, Frida começa a pintar aos 18 anos.

Todas as suas obras são, em parte, autobiográficas e é preciso conhecer a vida de Frida para se entender a sua arte.



Neste filme de Julie Taymor é retratada a historia de Frida, a sua paixão por Diego Rivera, o desgosto de amor quando descobre a traição de Diego com a sua irmã e todas as aventuras amorosas que se seguiram.

A vida sofrida de Frida, desde os abortos espontâneos, à amputação da perna, a ansiedade e a tendência para o suicídio foi, em grande parte, a chave do seu sucesso como pintora e a sua principal inspiração.

O filme termina com a morte de Frida. 
Tal como ela escreveu no seu diário: "“Espero a partida com alegria...e espero nunca mais voltar...Frida.”






2 - Basquiat


- Ano: 1996
- Com: Jeffrey Wright, David Bowie, Benicio del Toro, Dennis Hopper

A historia de Basquiat é o conto de que Nova York é, sem duvida, a cidade onde tudo é possível.

Filho e mãe porto-riquenha e pai haitiano, Jean-Michel Basquiat começa a sua vida artística da forma mais improvável possível: a fazer graffitis nas rua da Manhattan aos quais associava a sua marca SOMO ("same old shit").

O filme retrata a ascensão de Basquiat desde os tempos em que vendia t-shirts e postais na rua, até às exposições nas melhores galerias de NYC e do Mundo, e a sua relação com outras estrelas como Madonna e Andy Warhol. 

Infelizmente, como acontece em muitos casos de fama com ascensão meteórica, Basquiat perdeu-se no consumo de drogas e acabou por morrer  de overdose, com apenas 28 anos, no seu estúdio.



3 - Girl with a Pearl Earring


- Ano: 2003
- Com: Colin Firth, Scarlett Johansson, Tom Wilkinson

Um filme baseado na obra mais conhecida de Johannes Vermeer: "A Rapariga do Brinco de Pérola".

Com o mesmo nome do quadro, neste filme ficamos a conhecer a historia de uma camponesa holandesa  (Griet) que acaba a ser retratada por um dos pintores mais requisitados da época e que era, também, o seu patrão.

Filha de um ex-pintor, agora cego, Griet deslumbra-se pelo trabalho de Vermeer e transforma-se, aos poucos, na sua assistente, ajudando na preparação das tintas e dos materiais. Os dois tornam-se próximos e cúmplices, mais ainda quando, a pedido de um convidado da casa, Vermeer aceita pintar o retrato de Griet.

Um filme bonito e bem conseguido, que ilustra perfeitamente as diferenças sociais da altura e de como o "amor" impossível de Griet e Vermeer acaba por não passar disso mesmo: Griet acaba por ser despedida da casa quando a esposa de Vermeer descobre o retrato e perceber que Griet estava a usar os seus brincos.

Mais tarde, já casada, Griet recebe uma encomenda: quando a abre encontra os famosos brincos de pérola.


E pronto, cá está o Top 3 do cinema associado a pintura do Go.Rita.Go: juntem as pipocas e depois digam-me o que é que acharam!






Comentários