Avançar para o conteúdo principal

Chef Veggie: French Toasts "à moda da Rita"



Olá gente bonita! Prometi e vou cumprir - estão de volta ao blog as receitas veggie, daquelas tipo 1, 2, 3 que eu gosto de coisas boas mas não sou de passar muito tempo na cozinha, pode ser? 

Então inspirada pelo pequeno almoço de hoje e como já tinha sido pedido por várias famílias, segue a minha receita de french toasts que são uma maravilha para começar o dia ou para um lanche bem docinho. Além disso, com isto, deixa de haver desperdício de pão aí por casa: estamos entendidos?

E assim como quem não quer a coisa, acabamos o fim-de-semana com um cheirinho a Paris e aquele sonho antigo que eu tenho de por lá viver uma temporada, comprar uma bicicleta e passar as manhãs de Sábado a comprar flores e baguetes.

FRENCH TOASTS À LA RITA

Ingredientes:

- Pão (pode ser o que tiverem por casa ou o que mais gostarem! eu normalmente compro sempre pão mais escuro, de cereais, e é esse que uso. Mas até com bijou podem fazer, saem bem boas na mesma!)

- Leite (eu uso leite de vaca, sou vegetariana mas não excluí o leite e derivados da minha alimentação... nunca testei a receita com outras bebidas: leite de amêndoa, leite de soja... é uma questão de arriscarem!)

- Ovos

- Açúcar amarelo

- Canela (em pau e em pó)

- Mel

- Azeite


Preparação:

Começamos por fatiar o pão, idealmente não queremos fatias muito finas porque dependendo do tipo de pão, pode ficar mais difícil cozinhar as french toats e há tendência para ficarem vá, assim pró alagadas :)

De seguida batemos o ovo num prato fundo e noutro colocamos o leite, o pau de canela e mel a gosto: o mel funciona super bem para adoçar (podem depois cortar no açúcar, e é super saudável e nutritivo) e além disso ajuda a dar uma côr ainda mais bonita às torradas.

Depois de deixar repousar um pouco o leite com estes ingredientes começamos o processo:

- passar as fatias de pão no leite: demorem-se o tempo que for preciso, de um lado e do outro, deixem-nas absorver bem o líquido - a coisa mais "sem piada" é comer uma destas fatias ainda seca no meio....

- a seguir passar no ovo, de um lado e do outro, sem esquecer as bordas do pão

- finalmente colocar numa frigideira com azeite a temperatura média: eu coloco pouquíssimo azeite, basicamente é para cozinhar o exterior da torrada e dar-lhe aquele tom amarelinho delicioso e deixar o pão quentinho por dentro. Cerca de 2 a 3 minutos de cada lado é suficiente, mas vão controlando de acordo com os vossos fogões oki?

Et voilá! Deixamos uns segundos num prato forrado a papel de cozinha para absorver o excesso de gordura e enquanto isso polvilhamos com o açúcar amarelo e muuuuuita canela!

Se gostarem (e quiserem) pode dar extras às vossas french toasts: mais uma colher de mel por cima, amêndoa laminada, nozes e passas, raspas de chocolate ou de côco ou até fruta ao natural: banana, morangos ou frutos vermelhos ficam super bem! E assim na maluqueira, com uma bola de gelado ao lado,  acabam de as converter numa sobremesa deliciosa!

Bon apetit chérries!

#GoRitaGo
#Veggie

Comentários

Descobre mais!

Secret Places! As maravilhas escondidas do Porto: hoje revelamos o Buuh! e etc

O Porto está a fervilhar de sítios novos e giros e cheiinho de turistas.  E por isso mesmo também, às vezes, sabe mesmo bem descobrir um cantinho ainda sossegado, onde se possa beber um café ou um copo de vinho, ler uma revista ou ficar apenas na (boa) conversa de amigos.
Hoje vou mostrar-vos o Buuh! e etc, que fica mesmo aqui ao lado e que se tornou um dos meus locais preferidos.

InterGoView { Take 11} - Sobre a volta ao Mundo com partida em Guimarães

Quem me lê com alguma regularidade já percebeu que eu acredito nas coisas boas da vida e de como, com empenho e determinação, podemos realizar a maior parte das nossas vontades (ou sonhos, como lhes prefiram chamar).
Exemplo disso é a história do Neto e da Lili! Apetece-vos uma historia da volta ao Mundo dos tempos modernos: pois aqui está ela! Porque como disseram eles mesmos:
"É sempre um prazer falar de viagens, em particular da nossa. Era um sonho fazer uma viagem deste género, a nós também nos parecia um sonho difícil de realizar até termos dado os primeiros passos para o concretizar. Só temos esta vida, logo não dá para deixar para depois."

Porto Secret Places & Um duplo piso com sabor à Bretanha

Cada vez me convenço mais que mesmo que a "movida" da Invicta me deslumbre, o que me encanta verdadeiramente ainda são aqueles espaços onde se juntam três factores "de luxo": boa comida, boa bebida e q.b. de sossego.
Talvez por isso tenha ficado tão bem impressionada com o Le Gwenn Ha Du: os crepes são maravilhosos, a cidra é do mais original que se pode querer e consegue-se aquela raridade que é ter uma refeição acompanhada de uma boa conversa - sem multidões, sem salas com mais de 40 pessoas, num ambiente acolhedor e típico.