Avançar para o conteúdo principal

InterGoView { Take 6 } - Zevitro, das fotografias com pronúncia do Norte




Sabem aquele momento em que acabas de fazer uma coisa e vês que ficou bem perfeitinha?

Este é um deles. Para o primeiro post do ano trago uma entrevista: conheçam o Zé das fotografias bonitas e do amor ao Porto.

Tenho a certeza que vão gostar. Muito!



1 - Queres contar-nos um bocadinho sobre quem é o "Zevitro"? :) Como te apresentaria quem te conhece bem?


Antes de mais o "zevitro" foi uma adaptação ao meu nome. Chamo-me José Vítor mas não vou lá muito com o meu segundo nome. Nada de muito aprofundado mas o que é certo é que soa bastante bem na minha cabeça e isso é o que interessa. Considero-me uma pessoa simpática e sociável e adoro ter uma boa conversa. Adoro falar e expressar as minhas ideias usando a minha própria voz. Lembro-me de os meus professores na infância relatarem à minha mãe que eu era um bom aluno mas que era muito dificil manter-me calado. Hoje, acho que comunicar é uma virtude em todos aspectos, não só no lado pessoal como no lado profissional. Quem me conhece, sabe que sou um rapaz apaixonado pelo mundo digital e tudo aquilo que ele envolve e no entanto desde a minha adolescência comecei por seguir uma área ligada ao mundo do Design e da Comunicação. Pensar, Exprimir e Inovar para mim é a razão de eu ter seguido esta área.















2 - A fotografia é, claramente, um dos teus talentos: são muitos os clicks para o Instagram que já conquistaram um legião de seguidores. Como apareceu este interesse pela captação de momentos/paisagens/pessoas? E o que mais te entusiasma e mais gostas de fotografar?




A fotografia sempre foi algo que me despertou muita curiosidade. Comecei a publicar o meu ponto de vista sobre as coisas em 2013 e desde aí não parei de pensar como é que podia melhorar a minha técnica fotografia mas o meu pensamento e cultura visual. Acredito que todos nós temos uma cultura visual que trabalhada poderá mostrar imagens bastante interessantes. Tenho um gosto especial por representar o momento, a atualidade e publica-la nesse momento, pois sinto que a fotografia quando partilhada na hora ganha uma realidade muito mais próxima de quem as vê, neste caso os meus seguidores. 


3 - Porto vs Viena: bora fazer um duelo entre ambas? Qual o teu sitio preferido em cada uma? Uma rotina que tinhas no Porto e outra que tenhas em Viena? Prato de eleição: francesinha vs Schnitzel? Como definirias cada uma destas cidades numa palavra?

Porto ou Viena. Prefiro dizer, Porto e Viena! São cidades completamente diferentes mas que me acarinharam de uma forma muito especial, o Porto porque é a minha casa. Aquela cidade que vejo desde que sou criança e que partilho muitos momentos em família e isso nunca poderá ser algo de substituir. É caso para dizer que o Porto é o Porto, ponto. Em relação a Viena, é também, uma cidade que me neste momento me identifico muito porque foi a primeira cidade fora do meu país que me acolheu por um bom longo tempo e que me fez ver outro tipo de realidades e costumes. Sou uma pessoa metódica e organizada sobre tudo o que me diz respeito e acho que vim para a cidade ideal porque aqui em Viena, toda a gente mantem uma pressão de não se perder o respeito pelo o outro e por isto é uma cidade que funciona muito bem. Em relação aos pratos típicos das duas cidades, posso dizer que gosto imenso dos dois mas honestamente mesmo assim prefiro a minha amiga Francesinha, sou um grande fã. 

O Porto numa palavra, simpatia. 

Viena numa palavra, organização.








  

4 - Projectos para o futuro e desejos para 2018: queres partilhar um bocadinho connosco?


Eu tento manter sempre a minha mente ativa e inovar tudo na minha vida. Cada ano que passa, obriga-me a pensar em coisas novas. Gosto de me desafiar a mim mesmo. Em relação a esses mesmo projetos posso dizer que coisas novas vem a caminho mas desta vez em conjunto com outra pessoa. O Instagram estará sempre no caminho desses projetos e é sempre para mim um meio mais fácil de comunicar aquilo que mais gosto de fazer, criar, criar e criar... 


Para quem ainda não conhece e ficou curioso, passem pela página de Instagram do ! É um sem fim de fotos encantadoras.

#GoRitaGo
#InterGoView

Comentários

Descobre mais!

Secret Places! As maravilhas escondidas do Porto: hoje revelamos o Buuh! e etc

O Porto está a fervilhar de sítios novos e giros e cheiinho de turistas.  E por isso mesmo também, às vezes, sabe mesmo bem descobrir um cantinho ainda sossegado, onde se possa beber um café ou um copo de vinho, ler uma revista ou ficar apenas na (boa) conversa de amigos.
Hoje vou mostrar-vos o Buuh! e etc, que fica mesmo aqui ao lado e que se tornou um dos meus locais preferidos.

InterGoView { Take 11} - Sobre a volta ao Mundo com partida em Guimarães

Quem me lê com alguma regularidade já percebeu que eu acredito nas coisas boas da vida e de como, com empenho e determinação, podemos realizar a maior parte das nossas vontades (ou sonhos, como lhes prefiram chamar).
Exemplo disso é a história do Neto e da Lili! Apetece-vos uma historia da volta ao Mundo dos tempos modernos: pois aqui está ela! Porque como disseram eles mesmos:
"É sempre um prazer falar de viagens, em particular da nossa. Era um sonho fazer uma viagem deste género, a nós também nos parecia um sonho difícil de realizar até termos dado os primeiros passos para o concretizar. Só temos esta vida, logo não dá para deixar para depois."

Porto Secret Places & Um duplo piso com sabor à Bretanha

Cada vez me convenço mais que mesmo que a "movida" da Invicta me deslumbre, o que me encanta verdadeiramente ainda são aqueles espaços onde se juntam três factores "de luxo": boa comida, boa bebida e q.b. de sossego.
Talvez por isso tenha ficado tão bem impressionada com o Le Gwenn Ha Du: os crepes são maravilhosos, a cidra é do mais original que se pode querer e consegue-se aquela raridade que é ter uma refeição acompanhada de uma boa conversa - sem multidões, sem salas com mais de 40 pessoas, num ambiente acolhedor e típico.