Avançar para o conteúdo principal

Praticar a gratidão!


Todos ouvimos falar das recentes tendências relacionadas com a inteligência emocional, o mindfullness, o equilíbrio entre a vida pessoal e a profissional. 

Existem já um sem numero de técnicas e livros editados sobre o tema e todas as pessoas que se sentem curiosas e se atrevem a descobrir estas ferramentas concluem facilmente sobre enorme utilidade das mesmas.

Mas num mundo a 1000 à hora, em que a cada minuto que passa somos bombardeados com informação nova, com imagens, com pedidos, e tudo a distancia de um click (ou menos) é muito difícil adoptar rotinas ditas "mais saudáveis" e que nos permitam reequilibrar o corpo e a mente.
Um exercício fácil é praticar a gratidão -  há várias maneiras de o fazer e cada um descobrirá a sua: pode ser feito apenas mentalmente, pode ser feito com um registo escrito, pode ser feito com objectos guardados num frasco - não importa a forma, mas sim o conteúdo!  Querem arriscar?

Basicamente consiste em, todos os dias (e tem de ser mesmo todos os dias! mesmo naqueles em que o nosso chefe nos tirou do sério, ou que chegamos a casa e "alguém" se esqueceu de pôr a máquina a lavar quando tínhamos pedido, ou quando compramos aquele chocolate do pecado semanal e deixamos cair antes de começar a comer!) enumerar 3 coisas pelas quais estamos gratos. O leque é tão extenso que quando começarem o exercício nem vão acreditar: na verdade, somos todos uns "lucky bastards".
Façam-no durante o duche, enquanto cantam! Ou criem o "livro do obrigado", como ouvi já alguém dizer...

No fim, quando se tornar um vicio bom, vão ver que a vida acaba por ficar com uma leveza desconhecida. 

Afinal, temos tanto e tão poucas vezes damos o devido valor aquilo que temos.

Contem-me depois como correu :)


Comentários

  1. Já o faço todos os dias, tenho uma pequena pedra na mesinha de cabeceira (um cristal), pego nele e agradeço mentalmente.
    É incrível como há sempre mt a agradecer ;)

    ResponderEliminar

Enviar um comentário